Inventário maçônico

Maria Werther
CODO

O misterioso inventário, o moral para ser mais específico, ficou dentro de toda a contestação de honestidade atribuída.

Vivendo e sempre aprendendo, a cada passo dado, a cada intante respirado.

O inventário moral mostra o famoso quarto passo, dos doze passos e das doze tradições.

Eu fiz o meu inventário moral, eu sei que possuo muitos efeitos de caráter.

Mas hoje eu comungo de uma euforia contida, eu sou reflexo intransponível do horizonte eterno, dentro do hemisfério do Grande Oriente.

Pulei várias dimensões, observei e vi muitos esqueletos.

O que dizer mais?

Além do inventário moral que eu fui da maçonaria?

Fica um plus de curiosidade se foi ou não verdade…

Mas não comungo dos dizeres maçônicos, não faz parte da minha essência, se fui, fui um desgarrado, pois devo ter abandonado ou ter sido expulso.

O resto, o resto é lenda.

Lenda para maiores de vinte e um anos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s