A parábola do sonhador

Viver de sonhos é tão bom, que em todas as circunstâncias o sonhador espatifa-se ao chão, como um dia espatifou-se Ícaro.

E para se sonhar é preciso voar, voar além do horizonte, por entre as nuvens passageiras, neste universo de soluções para as fantasias.

Eu sou um sonhador, e sonho muito além do imaginário.

Dentro da minha imaginação introspectiva, as pessoas deveriam ser mais solidárias, presumo que com a eloquência de quem fica sempre mudo.

Sim, sou um sonhador mudo.

Minhas palavras sem som, é a resposta que eu dou diariamente para os que não tem os pés sem a gravidade necessária para sonhar.

Mais um minuto, eu sei demais que é necessário ter uma meta para se sonhar, e outra para se bater, ao atingir os seus sonhos.

Diariamente, eu bato metas, sei demais disso.

Acordo de pesadelos, é bem certo, mas sei como colocar os meus sonhos com objetividade.

Sou objetivo, por conseguinte, sei como sonhar objetivamente.

E tenho a cabeça no ar, bem dispersa, bem distintamente equilibrada.

Pois sei onde quero chegar!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s