A esperança da frutífera vida

A melhor maneira de se advertir uma condição de vida não legítima, é angustiantemente confortante, se forem vistos os desmandos dessa legitimidade.

Sei demais das necessidades que a vida me impõe.

Sou sobrevivente desta vida, era para ser uma lembrança.

Mas parece que meu porta retratos incomoda muita gente.

É legítimo entender que se não sou uma lembrança hoje, posso causar preocupação na cabeça de algumas pessoas.

Mas de fato não queria estar morto, estou vivo, e se causo problemas, deve ser por conta da minha ancestralidade.

Estar vivo nesta atual conjuntura pode ser preocupante uma vez que a minha falta de escrúpulos por levar uma vida sem vícios, gera espectativa nas outras pessoas.

O ruido dos rifes de guitarra ecoaram nos meus ouvidos, agora eu sei que não deveria ser mais ninguém além de um túmulo cheio de flores.

Eu vejo flores de um passado em mim.

Sim, eu vejo que talvez veria flores, mas as flores se tranformaram em um buque de rosas.

E elas me deram vida, me devolveram a vida.

Sim, estou vivo, novamente vivo, de novo.

Ressuscitei para uma nova geração, a de amor e prosperidade, tão abundante é o meu legado.

Sim, e se possuo um legado, não posso de forma alguma deixar de alimentar a minha esperança, pois ela dá esperança para ele.

Posto e dito, agora é só colher esperanças, pois esta frutífera árvore está cada dia mais bela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s