Somos Tourette

O impiedoso tormento da confusão mental é relacionado com o desejo de continuar ou não lutando.

A minha luta é diária e constante.

Não teria como ser diferente, sou portador de Tourette, luto desde o dia em que nasci.

Não tive infância, adolescência e fase adulta sem que estivesse sofrendo severo bullying.

Sim, guardo muitas sequelas, o bastante para odiar a sociedade em que vivo, e qualquer sociedade que por ventura vivesse.

Porque as minhas atribuições são severas.

Levanto uma pedra todo dia ao acordar.

A incostância faz de mim uma constância.

Embriagado pela insônia que é avassaladora na minha vida, vou para mais um caminhar do dia.

Sou espectador dessa província do mundo.

Um malabarista dos desejos imundos, pois afinal de contas, tenho a impureza maldita que carrega todos os humanos.

A maldição da minha vida foi corrosiva.

Me deu duas pancreatittes e três depressões, sendo assim, me considero um vitorioso por estar agora relatando isso.

Que o meu exemplo sirva para alguém, pois este post tem endereço certo.

Fico por hora por aqui, mais tarde espero estar em outro lugar, dentro da literatura virtual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s