Bodas de arte

Festival interplanetário de Maracatu Selvagem
Da série: Absurdo Contínuo
Valdson Silva 2020

Paira sobre mim uma energia muito forte.

Eu tenho que saber como canalizar ela, como administrar ela em mim, pois paira intensamente.

Por conta de sua negatividade passei três dias acabado, perdendo inclusive o sono.

Agora sei como ficar de bem com a vida, portanto é muito bom possuir a bonança mental, todos merecemos.

Ao som de Raul, vou adentrando a madrugada com literatura virtual, e procuro um mote.

Como dia Raul, “nós não vamos pagar nada”, mas espero que paguem, e espero mais ainda, que por tudo o que eu tenho para oferecer.

Possuo uma vasta quantidade de obras de arte, e sei que todas estão aí para os consumidores adquirirem.

Lidar com obras de arte é a situação mais prazerosa de todas.

Se lida com amor, paixão avassaladora.

Tanto do agente quanto a do artista, afinal, todos somos artistas nesse mundo maluco da efervescência cultural.

A cultura sempre steve presente na minha vida, não à toa, tenho uma Pós-Graduação em Jornalismo Cultural.

Somos arte, fazemos arte, consumimos arte.

O resto, bem, o resto, fica para um próximo post.

E ele deve surgir, banhado de arte, já no início dele, a arte gráfica padrão.

Agora sim, bem, o resto são espasmos observatórios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s