Dizeres de sofreres

O título da associação ao desrespeito de quem está por baixo é: sacanagem.

Gosto muito desta palavra, ela tem um sabor especial.

É com muito pesar, que escuto mais e mais vezes esta palavra, com uma leve senssiblidade para que esteja condicionada para as minhas pendentes aspirações.

Usualmente eu estaria bem próximo do paraíso, mas a promiscuidade do purgatório me transportou para o absoluto inferno.

Todas as tentativas de me erguer perante o obstáculo social, me deparo com forças que me desencorajam desde que abri os meus olhos para o mundo.

Associo a minha plenitude ao ocaso do destino.

Estou diligente em me permitir associar os fenômenos sacanas sociais ao tempero diário e cotidiano de uma comida familiar.

Dizem que as coisas que escrevo são difíceis de ser entendidas, outros vão mais além, e sacanamente dizem que eu viajo nas coisas que escrevo, mas metáforas com pimenta dá nisso.

Escrevo por metáforas mesmo, pois o meu ódio social atingiria muita gente importante se fosse de fato abrir a boca para dizer o que penso do mundo, ipsi literis.

O mundo sim, este é sacana e sem prescedentes, pelo menos sempre assim o foi comigo.

Diríamos que estarei sempre na magem de uma metáfora, e despejo neologismos e abstrações para deixar mais ameno os meus dizeres.

Assim , tão perfeito como a sombra, tão suave como o pecado.

Que mora logo alí, dobrando à esquerda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s