Salada cultural?

O pormenor da vida existencialista é retrógrado ao licenciamento da razão absoluta da verdade.

Um dia fui escravo de mim mesmo, e saí pelos quatro cantos do mundo procurando a energia que foi embora.

O filosofar leva as pessoas ao raciocínio metafórico, subjetivo e contemplativo.

O saber filosófico tem sempre uma via de mão dupla, suas variadas colocações levam uma determinante de misteriosas interpretações.

É hilária a perpetuação da mentira dentro de uma padronização de retórica.

Muito se é mudado neste cenário de insuficiência cultural, sempre haverá de ser negado o pão para a partilha.

O alimento que serviria para curar a fome da comunicativa salada filosófica, não chegou na mesa, por isso os revezes pandêmicos culturais.

Todo alicerce leva a um retrocesso, por vários motivos.

Os alicerces da sabedoria foram comprometidos pela não distribuição do pão.

As múltiplas escolhas foram sabotadas na origem da interpretação filosófica.

Sem alimento e sem cultura, a válvula disseminadora de conhecimento enferrujou, e sobraram migalhas para os porcos.

Que também comem farelo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s