O elemento do dizer

Habiamos um mesmo mundo, vivemos em um mesmo teto, mas somos diferenciados pela sensorial percepção.

Um convite para um drink, bebemos em relação à celebração da vida.

A vida que nós temos, vivendo conjuntamente com o absurdo da cordialidade entre as partes.

Aqui, quero deixar breve o despertar da ruína.

Quero viver entre pedras no caminho, entre a solução para o caminho, quero desbravar trilhas ao seu lado.

Vivendo intensamente, todos os pormenores da vida.

Para ser duramente vivida, com todos os elementos que poderia saborear dela.

Tenho a percepção sensorial dos meus tormentos.

Vamos celebrar a nossa fortuita união, por mais que possa parecer irreal, todas as simples motivações, quero estar ao teu lado.

E vivendo plenamente esta trajetória, elementar seria prevenir a dor do espectro, elementar nas últimas ocasiões.

Uma luz vermelha acendeu para nós, mas não é o fim, apenas o recomeço que teremos que celebrar.

Por mais e mais vezes, até breve…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s