A edificante prosa

Foto por Singkham em Pexels.com

Por entre caminhos infindáveis, espero pelo néctar que irá transbordar, em alimentação doce e saboreada, minha parte na santa seia.

Despertando para mais uma aventura sensorial, estou comumentemente acostumado com tamanho disparate em meus ouvidos.

O que tenho ouvido ultimamente, de fato é de se escutar e refletir.

Mas não irei deixar que o mal penetre a minha cabeça.

Tenho que permanecer ativo, para que as razões que por ventura possam me levar, me levem para bem longe daqui.

Não tem outro meio de me comunicar, não existe outra forma de suportar.

Não estou aqui para distribuir bravatas a esmo, quero apenas a minha condição de figura impoluta diante de tanta adversidade em relação à minha pessoa.

Apenas isso, não só mais que isso.

Quero experimentar os meus conceitos de supremacia, para aí sim, poder respirar como quem poderia ter sido um dia, além do dia, para todo dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s