Felicidade singular humana

Foto por Alex Knight em Pexels.com

O amanhecer se apresenta como uma máxima combinação de divindade com o mundo objetivo que paira sob minha cabeça.

Uma sincronia entre o pesadelo e a realidade, que não deixa de o ser também, pode facilmente se transformar em prática de divinos dias.

Pois os pesadelos podem ser extintos, e assim aparecer outros elementos para que possam ser observados, como a morosidade de uma paisagem.

Aqui agora o dia vai raiar.

São belos raios de Sol, o inverno nordestino está acabando, cada vez mais cedo amanhece, e assim um belo passeio pela praça está programado.

Independentemente de aderir ou não ao passeio, o que importa é que as belas criaturas já estarão no meio da rua daqui à pouco.

Belas e profanas.

Criaturas belas, humanos que buscam um pouco de respiração neste mundo um pouco que “pós-pandêmico.”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s