O duelo

Foto por Anni Roenkae em Pexels.com

Quando eu tinha uma vida cheia de obstáculos perante o alcoolismo, era um caso perdido, pois além de todos os outros problemas neuropsiquiátricos, ainda tinha que lutar contra uma outra doença poderosa.

O álcool.

Mas depois de muitas idas e vindas, consegui firmar uma sobriedade compacta.

A minha sobriedade hoje eu não troco por nada nesse mundo.

Também usei muitas drogas ilícitas, e consegui a sobriedade nelas também.

Vale ressaltar a minha dependência em fármacos, e essa foi muito difícil de controlar, mas hoje medicação é aquela do pote, de manhã, de tarde e de noite.

Estou uma pessoa bem mais aprazível, muitos de meus tormentos foram diluídos, e tenho a certeza que minha ansiedade está controlada atualmente.

Hoje vivo, sobrevivo contra outro mal, o mal social.

Desrespeitado por uma multidão de ignorantes, o mal da sociedade é digerido por mim de forma contudente atualmente.

Tento me adaptar, mas na verdade eu travo uma guerra diariamente.

E as venço, pois fui treinado para vencer.

E os duelos são intermináveis.

Travo, ao acordar, um duelo comigo mesmo.

E sei, sou o guerreiro mais poderoso.

Vamos duelar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s