Os dias…

Foto por cottonbro em Pexels.com

Tempos difíceis…

Soam tempos difíceis, agora que eu acordei pós pandêmico, a realidade que se apresenta da vida, está muito difícil de acontecer as coisas.

Quero aqui firmar a minha gratidão a quem sempre esteve ao meu lado, por mais que espere dos pormenores, mas os tempos são muito bad mesmo.

Agora vou aglutinar o espectro da razão, fortuita como ela pode ser, a mansidão do horizonte.

Tenho em mim todas as atribuições perante a vida, e aguardo o meu íntimo desejo de poder usufruir da morosidade.

E que ela chegue calma, com a mansidão da virtude.

Posso obter mais dividendos sobre o espetáculo da carnificina, mas não fico para ser massacrado.

Saio, escapulo pelas beiradas, estou mais calmo nesses dias.

Dias pandêicos, dias de dias, após dias, perante a injúria dos dias.

Vou retroceder nos meus angustiados momentos, quero a paz, a paz de outrora, aglutinar os meus desejos.

Tão sublimes desejos.

Para sempre.

Nesta catastrófica necessidade de ser alguém na sociedade.

Sociedade vil…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s