Ofícios

Foto por Alina Vilchenko em Pexels.com

Ao colocar as cartas na mesa, tive a certeza de que fui o escolhido para uma tarefa amarga: contrapor tudo o que acredito e definitivamente penetrar no ciclo das coisas normais.

Quero muito ter a energia de outrora, agora eu sou o firme propósito de mim mesmo.

E descabido de todo o teor alucinógeno, tiro por mim a energia sã e plena de fatores predominantemente cíclicos.

Os ciclos.

Eles passam por mim e tenho que saber exatamente onde sobrepor-me.

Alinho o determinante do realismo, tenho o conceito do expressionismo pernambucano.

Somos todos anarquistas e expressionistas.

Temos o poder e a dádiva plena.

Vou por aqui colocando uma a uma, carta por carta, tenho a certeza de que não ficarei só neste mundo irreal.

Vou navegar por toda a eternidade de diálogos determinantes.

A retórica, sei bem, estará sempre comigo.

Pobres mortais, cheguei de uma vez por todas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s