Vivendo no corredor da luz

Foto por Pixabay em Pexels.com

Sou aquele repugnante que interage com a contra-mão do destino.

Não fui sorteado com a bonança.

Não tive escolhas, apenas fiz o treinamento de guerra, lutei contra tudo e contra todos, e estou agora aqui, em pé.

E se me perguntarem qual o maior adversário que enfrentei, responderei que foi a vida.

Vida sacana e escrota.

Vivida intensamente com a companhia do descaso, abracei literalmente a minha sina, o clamour por tempos melhores sempre esteve presente.

Vou hoje de encontro com as adversidades.

Sempre lutei contra meus demônios, sempre estive ao lado da fúria, agora jogo ela para o passado, tenho convicção do pesadelo que passou.

Vou vivendo um dia de cada vez, como se fosse o último.

Tendo em vista as mazelas encontradas, vejo agora o quanto sobrou de mim, tão revez me encontrei.

No labirinto dos meus instintos, estudo possibilidades de encontrar a saída.

O caminho da luz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s