Divino pão sagrado

Foto por Mike C. S. em Pexels.com

Percorrendo as inóspitas ruelas de uma cidade abandonada, encontro o meu destino dentro de uma xícara e café, que na verdade estava frio e sem açúcar.

Portanto sei que devo esvaziar a xícara para que meu destino escoe pelo ralo, pois não mereço tanta misericórdia, meu destino está rotulado ao fracasso.

Não o intelectual.

O fracasso financeiro.

De que importa?

Nem quero mais mendicar uma porção de misericórdia, não mereço o respeito alheio, por isso cospem tanto na miha cara.

Preciso na verdade de um cálice de vinho.

Quero comungar a morte do meu destino, a hóstia será devolvida, pois escorregará da mão do padre, não entrará na minha boca.

Vomitarei no altar sagrado.

O meu destino não está ao ponto de eu pedir misericórdia, muito pelo contrário, o mundo sacana terá que me engolir.

Intelectualmente…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s