Resquícios de uma verdade

Foto por gdtography em Pexels.com

Contrário ao meu prazer, vou de encontro ao belo e nefasto método de enobrecimento, daquele que só se faz para uma única e narcísica pessoa.

De tão belo o apadrinhamento espectral, anulando o Verbo da raiz sistemática de um espectro vegetal.

Não estarei sentado no banquete dos senhores absolutos da verdade.

Admiro dizer que apenas sei das coisas comumente afáveis, não rotulo ninguém por ter perdido a majestade.

Não enquadro os nuances de perdidos sentimentos.

Ultrapasso as verdadeiras e soberanas descobertas.

O rapto da verdade está subjetivamente solto por aí, nos rompantes de caminhos dilacerados, à espera de um sopro de verdade.

Vou caminhando mais vezes dentro de uma redoma de vida, e espero ser o conservador da palavra.

Um pouco de paz, só isso para apaziguar os meus tormentos, nada mais que isso.

Já sei dos reflexos da verdade, e eles pairam sobre mim, como uma motivadora máquina de triturar neurônios.

Uma taça de um rubro vinho, para acalentar as noites frias de dias quentes.

Tudo por você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s