Cazuza, meu querido…

Foto por Erkan Utu em Pexels.com

Estou ouvindo Cazuza.

Sou da sua geração, um exemplo de artista.

Você se foi, meu velho…

Aqui, me emociono com a tua poesia métrica, musical, explosiva, visceral, me encanto com os seus verbos dourados.

Eu te amo, velho…

Estou em lágrimas aqui, exageradamente emocionado com o seu som.

E que fique aqui o registro de um fã, antes mesmo de acordar o meu verso para a poesia escatológica.

Assim eu posso me denonimar.

E para sempre, eu quero ecoar e reverberar a minha admiração por você.

Seus versos encaixam perfeitamente no que eu estou sentindo, profundamente, seu som é amor, é melancolia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s