Papeletas

Foto por Nick Wehrli em Pexels.com

Sou sobrevivente de tantas substâncias, que se estou vivo, foi por perfeccionismo da natureza.

Ando um pouco sem estímulos para viver, ou sobreviver, não se pode qualificar uma situação de sobrevida, não se deve mensurar a vida não vivida.

As máscaras estão entrecortadas por uma súmula de retrospectos negativos.

Mais um estímulo para sanar a sabedoria dentro de minha vida, a certeza da impureza, a necessidade da certeza,

Vivo de inconstâncias.

A plennitude paira na minha vida com constantes incertezas.

O motivo do vetor do norte da imaginação fértil e plena, me pega com a sensação de divisões internas.

Vou de encontro ao magnífico e esplendoroso fim.

As substâncias todas foram da ordem de papeletas azuis psiquiátricas, e delas não posso mais me desgarrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s