A faculdade da vida

Foto por Artyom Kulakov em Pexels.com

A décima parte do meu querer ficcional, está numericamente engajada na soma de todos os meus íntimos fatores.

Travei uma batalha contra meus demônios, os vi de perto, e agora estou aqui contando os cacos espalhados no chão.

Resolvi adorar o divino, aquele que me levaria aos céus, e provei da amarga queda em diagonal.

Como pode os elementos serem de forma intensamente veiculadas ao dejeto da destreza?

Ultimamente sou pássaro divino, mas também aflito no destino puro e eloquente.

Apenas mais uma passagem ao largo da sabedoria, quero me reiventar por essas bandas.

Uma ínfima parte de questionamentos, quero me alimentar de pêssego, aquele que só os Deuses comem.

E com a minha saliva doce, cuspirei fogo na cara dos meus inimigos.

Vou levando minha vida.

A quero perto de mim.

Apenas mais uma fração de destino amargo, me envolverei de sabedoria, aquela que ensinam na faculdade da vida.

E aprendendo.

Caindo.

Me arrebentando.

Aprendo assim, não de outra forma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s