A pluralidade dos oceanos

Foto por SpaceX em Pexels.com

Vou, observando de longe, a minha pureza e sequelas indo embora.

Estou sequelado da vida.

As sequelas são infindáveis.

Horríveis.

E elaboradamente, o meu destino vai sendo traçado, sob o fio da espada, sob o olhar de Saturno.

Nada mais nesse mundo vou carregar, uma observação apenas, eu quero muito ir pra uma coluna interplanetária, e orar por todos os meus que se foram.

Para sempre serei a plataforma que ilumina, e cada vez mais, a estratosfera de nuances divinos e abençoados.

Agora, sabedor da destreza dos pássaros, voarei até uma coluna de hemisférios distintos, para depois saborear do prato que me foi servido.

Vejo pássaros verdejantes aos céus.

Vou ao encontro do poder iluminado.

E para sempre serei a advertência de que nada no mundo é eterno.

É etreno enquanto dura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s