Por onde andei

Foto por Suzy Hazelwood em Pexels.com

Vou direto ao ponto em comum entre mim e a outra metade de um ciclo vivenciado com amor.

O “time” nem sempre é o mesmo.

Isso leva a um exercício de paciência, muitas vezes temos que ceder em alguma coisa, para conseguir estabelecer metas em conjunto.

Sou peregrino que transborda positividade, sou e faço por onde ter fé, acreditar convictamente.

Nunca abandonarei o meu status preferencial, eu vivo da loucura iminentemente branda.

Já fui um “tresloucado”, hoje a bonança chegou, a serenidade também, e consegui assim colocar uma rédea nos meus devaneios.

Sinto de dentro de mim, algo que pulsa.

Não irei me entregar nunca!

Quero me sobressair de todas as maneiras.

Agora um pouco confortável, espero pelo retumbante momento de alegria plena.

Sou pássaro que não tem medo de aterrissar na tempestade, e faço dela, minha aliada para todas as ocasiões.

Com convicção, vou em frente, sem medo de ser feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s