Trafegando sob a loucura

Foto por Ethan Sees em Pexels.com

Uma vida pautada na loucura, não, não tenho mais paciência para mim mesmo, não tenho mais a percepção de outrora.

Roubaram minha vida.

Quero minha vida de volta.

A possuo com o máximo de culpa por não ter sido o reflexo da normalidade.

Não vou me entregar aos porcos, eles chafurdam sobre o meu cadáver.

Estou cada vez mais perto do abismo moral, não possuo mais a válvula propulsora de outrora.

Minha energia está se acabando.

Límpido, aguardo o meu momento chegar, não vou mais me abater com os sistemáticos ataques para a minha moral, quero minha liberdade de volta.

Ao término do inventário, a minha culpa.

Culpa por mim mesmo.

Quero a luz, quero a morte…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s