Pode-se

Foto por Evie Shaffer em Pexels.com

Eu tenho dentro de mim, um angustiante método de flagelação, pois todas as vezes que sou intimado ao depoimento pessoal, me faço vítima dos meus pensamentos indigestos.

Agora me pergunto: até quando?

Confesso que nos últimos 2 dias, consegui um alívio mental, me sigestionando a pensar de outras maneiras que não seja o negativismo do meu TOC.

Sempre há espaço para novos rumos no pensar, variantes de pensamentos sugestivos, que acontecem e me liberta das amarras mentais.

Tenho dentro de mim um display que dispara todas as vezes que me sinto vitimado pelos meus instintos selvagens.

Quero abrir mão da minha liberdade filosófica.

Poder ser um cara livre de todos os tormentos, e para isso, sou metáfora divina.

Para sempre estarei livre de todas as angústias relativas ao ódio incansável de minhas reflexões em forma de opinar para o erudito fim.

Estou livre…

Agora aguardo os meus desencantos, sou a ínfima minoria de todos os pensamentos negativos que me rondam.

Vou combatê-los, vou me surpreender sempre que houver elementos dissonantes, a minha realidade ultrapassa todas as reflexivas tentativas de abandono, seja ela firmes retóricas processadas num claro e evidente firmamento.

Para sempre, liberto os meus demônios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s