A contemplação

Foto por Riccardo Bertolo em Pexels.com

O horizonte mágico, me aguarda dentro de um viés de possibilidades.

Guardo comigo as semelhanças entre as partes distintas da minha essência messiânica.

Vou sempre ao encontro da fortuna, as idéias brotam na semelhança entre a minha situação espiritual, vou ao encontro do purgatório de delírios psicóticos.

E encontro lá mil e uma maneiras para se adapatar ao pandêmico ato de discórdia de mim mesmo, contra o mais poderoso inimigo: eu mesmo.

E a espiritualidade voa além dos distúrbios.

A errada manipulação do meu ser inimaginavelmente equivocado no nascedouro, na sua essência, no patamar da aliança entre os casuais instintos devidamente transformados em errônias e misteriosas opacas artes.

O encontro triunfal do ego, do alter ego, da semelhança entre as partes divididas.

O ser obtuso, na minha mente alterada, na discórdia do ser absoluto!!!

Voarei até as margens inferiores do perispírito.

Sou a notada semelhança do Verbo, e com ele levo a palavra da sagração.

Um inferno astral dentro do provérbio da virtude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s