Na brisa da calada

Silêncio…

O que mais esperar para o agora?

Tenho muitas coisas a fazer, não posso desistir tão fácil.

Esperar o sol raiar, o desafio de momento, nada mais que isso.

Gosto demais da brisa da calada, calada da madrugada, brisa do silêncio, nada mais a temer.

Vou em frente…

Não posso esperar mais nada desse atribulado hemisfério dos sonhos, sonhos que se foram, sonhos dos mais diversos.

Vou sereno…tranquilo. Nada será por acaso.

Quero experimentar do sabor do imperativo, sou o próximo a ter uma aura que permitirá eu me esvair dos sonhos diversos.

Estou calmo, sereno, estou de bem comigo mesmo.

Avante, sempre sereno, sempre distante!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s