Manifesto do Expressionismo Tropical

Thomas Mann já sentia, renovando a tradição do Bildungsroman – o romance de formação – a partir da trajetória do jovem engenheiro Hans Castorp, que coisas fortes estariam por vir.

O romance, que se passa durante uma inesperada estadia em um sanatório para tuberculosos, é um clássico do movimento expressionista na Alemanha.

Movimento de vanguarda…

Escrevi sete livros, e possuo dois clássicos. Um deles é esse livro aí de cima.

Classicamente, imergi num submundo atraente, vivi o torpor da droga pesada, do inimigo imaginário, do amor com uma prostituta.

E tudo se passa na Praia de Boa Viagem, no edifício Holiday.

Minha literatura está, por assim dizer, inserida dentro do movimento do Expressionismo Tropical.

O Manifesto do Expressionismo Tropical tem esse intuito.

Da literatura às artes plasticas, gritar para esse Recife impregnado de papeletas e provisórias, o mundo burocrático e insosso dos boletos bancários, que existe escape de resistência.

E ele é através das artes plasticas, uma personificação de características e elementos bem brasileiros.

Wassily Wassilyevich Kandinsky, o russo que se perturbava com as sombras e as abstrações, bem que poderia ser influenciado pela retórica brasileira.

Notem que nessa sequência o expressionismo pictórico vem em forma de protesto. Carne Seca fala do feminicidio, do caso Mariele Franco, com direito a uma poesia por cima da obra.

A caracterização tropical e política é bastante evidenciada nesta colagem do artista plástico e carnavalesco Valdson Silva, o Val.

O Expressionismo Tropical vai além de formas em tintas e cores.

Vai em forma de protesto, num Brasil cheio de injustiças e preconceitos.

Num trópico hemisférico dentro dos ditames da arte visual, com a expressão de quem faz vanguarda.

Os universos tendenciosos da relação com a paisagem elencada nos ditames expressionistas são relacionadas com os trópicos de um país continente.

De uma cidade européia, das fumaças holandesas de Nassau ao folclore afro das raízes simbólicas da escravidão.

O que diria Edvard Munch sobre “Bioluminescência”, de Val, tamanho caráter de explosões expressionistas, vitimando a angústia explosiva?

O Grito talvez se proponha a relacionar-se com esta obra.

Dos trópicos ao calor das cores independentes, Pernambuco tropical é representado.

Reverberado…

O Manifesto do Expressionismo Tropical tem como finalidade gritar para esta dita sociedade burocrática

Existe vida expressiva além da arte.

Existe conteúdo político e formas da natureza tropical em elementos fortes de cores.

Toda a força explosiva e criativa, expressadas em natureza tropical, política tropical, literatura tropical.

Expressão, fundamentalmente.

O caráter do manifesto vem aqui declarar que os conceitos pré-estabelecidos podem caracterizar-se por obras de uma atmosfera lúdica, carnavalesca, recifense, pernambucana.

Os trópicos estão mirados para a vanguarda!!!

A estética caracterizada por uma fonte inesgotável de elementos carregados de sinais, numa alternância com a criatividade dos trópicos.

Elementos sacros, como em Fuga das Freiras, onde o êxodo dos corruptos se alinham ao nascimento do cordeiro de Deus.

O Manifesto do Expressionismo Tropical quer tocar na temática religiosa também, quer se expressar formalmente nos terceiros de Candomblé e nas mesas de Ubanda.

Das freiras que fogem para os trópicos abençoadas por uma Mãe do Mangue, submersa como a cidade do Recife.

O Manifesto do Expressionismo Tropical é uma ode aos inventários prodigiosos de famílias destruídas pela burguesia decadente.

É um grito de rejeição ao conceito da formalidade de aparências.

Tão conceitual…tão pernambucana…tão brasileira.

Registro aqui, o Manifesto do Expressionismo Tropical.

Dos trópicos aprendi a amar, proteger e a protestar.

Registro aqui, esta gama de conceitos formalizados em um país onde as múltiplas tendências são registrada numa arte expressiva, visual e literária.

O Manifesto do Expressionismo Tropical está no ar!!!

Alea Jacta Est!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s