A chuva de quem espera

Após um fim de semana intenso, espero por meu amor…e ela vai chegar, mansinha…de volta ao lar.

Espero por momentos mágicos, momentos de magia.

Espero mais ainda por clemência em meus atos de glória, preciso desfilar o perdão.

Agora a chuva cai…misteriosamente no verão ensolarado do Nordeste brasileiro, faz um frio de arrepiar.

Espero por mim mesmo…também!!!

E nessas idas é vindas da vida, serei apenas um aspecto dentre tantos outros fortuitos que me acompanham.

E esse aspecto peculiar é o da razão.

Sou o aspecto da razão…

E comigo, carregarei as glórias divinas.

Serei chuva, serei sol, serei deserto dentro do mar rarefeito!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s