Um breve instante para respirar

Iria eu caminhar intermitentemente para o abismo social que separa o meu encanto pela vida?

Não, certamente que não…

Tenho vários aspectos atrelados aos meus conceitos e princípios de vida, não vou à galope para o final extremo, aquele que não dá para avistar um pote d’água no calor do deserto.

Vivo intensamente a minha vida.

Vou contrair o maldito vírus do pus do mundo.

Mundo sacana.

Excremento de animal vadio, caminho sempre para o caótico fim.

E o final, bem, ele estará sempre iluminado, esperando por mim.

Vou sozinho para ele, sei demais dos tormentos secretos que guardamos à sete chaves.

Vou sobreviver a mais um teste…e esses testes da vida, são tão enigmáticos.

Mais uma instituída discussão atrelada ao momento climático, eu gosto do frio da espinha colossal humana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s