A nau

Venham todos desembarcar na atividade do cotidiano de minha vida, tão dilacerada pelo amor, aquele que foi tão longo e se fez presente no meu pretérito.

A nau espera por todos.

Quando tiverem que embarcar novamente, estarão completamente dizimados pelo pecado advento do renascer.

Por enquanto apenas uma pausa para a reflexão…

Quero obter a máxima denominação do meu insólito desejo de ser mais.

Vamos cavalgar, todos no mesmo local de partida. Depois, retornaremos à nau para redescobrir os nossos horizontes.

Por enquanto é só imperfeição nesse mundo insalubre de momento.

Vamos retornar às nossas casas, inevitavelmente esse será os nossos destinos.

A nau nos espera, para nos levar para além da imensidão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s