Me norteio no passado

Foto por Chris F em Pexels.com

Sinto lá dentro, uma frustração por ter feito coisas muito erradas durante a minha trajetória. Às vezes esqueci que o comportamento adulto é outro, ou deveria ser outro.

Como poderia sair de mim mesmo, como poderia me infiltrar nos meus mais modestos arrependimentos?

Nada mais a acrescentar…

Escuto o som dos mais profundos mares, o vento que me norteia para sair do mesmo lugar. Procuro atalhos onde me é possível conseguir.

Observo as variantes dos meus delírios.

Não sou tão bom assim como imaginava?

Tenho que abstrair e filtrar todos os pormenores da minha loucura, tão branda, tão brava, e nada mais posso oferecer que o meu intelecto, fresco, dentro da brisa.

Ele pode ser personificado em trotes rumo ao apocalipse.

Estou por aí, sem medo de errar noamente, comportado como deveria ser um lorde inglês, esperando uma nova oportunidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s