Aquário de Borboletas

Estou com medo. Estou preso aos receptáculos mentais…submerso entre experimentos e notas musicais, entre o samba sintetizado, o mangue açucarado, entre gaitas e elementos de delírio mistico, causando-me letargia sonora. Estou calmo, estou viajando, estou acima de tudo, experimentando…experimentando o testemunho que deixo aqui no álbum Aquário de Borboletas, do multi-instrumentista Rama On. Sintonia com a psicobicilina do Tenesse, uma quebra na bolsa de valores de Buenos Aires, um vento sonoro perceptível nos arredores do deserto de Tucumán. Venho através desta, expressar no que vejo de retumbante, neste novo cenário que se apresenta, um cenário pós incerteza de um vírus atacado por um marasmo social, e eis que aqui a criação superou momentos de introspecção pandêmica, retribuição com a cultura pernambucana, conceitos pós estabelecidos. Aquário de Borboletas vem com um experimento de quem sabe como intuir nos ouvidos eletrizados e sedentos de cultura musical. A performance do multi-instrumentista Rama Om, é digna de reverência. É digna de pioneirismo, uma nova ordem universal da produção da contracultura, em tempos de metamorfose.
Rama Om nasceu na cidade do Recife, no dia 15 de novembro de 1981, sua musicalidade é universal.
Recife, 26 de fevereiro de 2022.
Giba Carvalheira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s