Odes do futuro

Tendo em vista a necessidade de driblar pensamentos que causam fúria nos meus sensores, devo repetir a penitência do pensamento negativo futuro.

Ora, mas nem tudo vai dar errado.

Sou refém da ode futuristica. Claro e objetivo nas causas e efeitos.

Apenas luto, luto fundamentalmente contra mim mesmo. Eu sou o meu mais poderoso adversário.

Penetro no imaginário negativo. Dou um nó nos pensamentos compulsivos. Estanco o fluxo temerário, luto constantemente.

E para mais um pouco, o alívio chega como a falsidade de usurpar o trono dos meus bons desejos.

Aqueles suaves.

A brisa propriamente dita.

Um pouco mais aliviado, percebo em mim uma consonância com as inverdades psíquicas.

O cérebro é muito poderoso.

A distinção dos momentos um desafio!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s