Refluxo distópico

E na beira da calada, investigo causas e efeitos dos meus infindáveis questionamentos relativos à saúde.

Por vezes me pego dentro de uma reflexão, outras sinto uma dor aguda que dilacera a minha garganta.

Tão castigada pelos tiques vocais, tão rouca com os calos descomunais.

O que quero mesmo é sobreviver, é ter sobreviva nesse mundo louco. Todas as qualificações negativas a esse mundo eu já adjetivei.

O que me falta agora é um pouco de sossego.

Quero trilhar todos os caminhos inerentes ao distúrbio hormonal, ter caracterizações de saúde plena.

Me infiltrar nos momentos serenos, até porque o passado é nefasto, o presente já se foi e o futuro é agora.

Pelos caminhos vou voando, com sonhos, na brisa, entretido nos momentos mágicos.

E o além é logo ali, bem perto da misericórdia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s