Anímica- Milton Rezende

O que faz um ser perturbado com os seus tormentos putrefatos, além de transbordar na literatura, versos suavementes desenhados, com sabor caótico do cemitério.

O mineiro de Ervália, Milton Rezende, sabe bem como conduzir o leitor para o mundo orgástico das sombras sobrenaturais, do ruído das tumbas, com a sagacidade de quem está imerso em solidão literária.

Anímica me fez refletir: como seria a minha visita ao meu próprio túmulo daqui há cinquenta anos?

Ou talvez como seria a visita de meu antepassado ao túmulo de uma figura onde ele jurou amor eterno, mas a perdeu para a tuberculose.

Vi e mergulhei nas milhões de possibilidades a cerca da cadavérica missão de seguir em frente, página por página.

Como transbordar sensações transmutaveis?

Como antever o próprio enterro?

Anímica nos traz serenamente a esse mundo que poderia ser considerado nefasto, mas que remete a uma leitura suave, fluída, assim como todo livro de Resende.

Ele transmuta condições eternas, com a cadavérica missão de segurar o leitor de poema a poema.

Até que chega as traduções de seus versos para o espanhol e o inglês, outro ponto mágico do livro.

Nos poemas sequenciais fica evidente a forma que o escritor brinca com temas por ele definido.

Tão fluido.

Tão visceral.

E o livro acaba com a sua já conhecida prosa poética, onde mergulha nos nuances de criação literária, para um escritor solitário, tão solitário como os seus adorados leitores.

Anímica é o segundo livro que leio de Milton Rezende. O primeiro foi A Casa improvisada, também da Penalux, casa onde ele já possui seis publicações.

Onde ficaria o meu espectro nesta altura? Sim, certamente fazendo uma vigilha na tumba do meu pai, onde amanhã os seus ossos serão exumados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s