O fluxo obsessivo

Desde cedo com o fluxo de pensamentos obsessivos em altos níveis, tento minimizar um possível tormento que porventura esteja me cercando.

Ando com a tônica perdida dos distúrbios neurológicos acentuados. Tanto pelas mudanças que se apresentam agora na minha vida, quanto pela sua disfunção patológica.

Por enquanto consigo alívio para as dores, um pouco de poucas dores, espalhadas pelos meus transistores mentais.

Essa tal da inteligência em ebulição…

Por vezes fico apenas sofrendo, seja numa rede, seja deitado na cama.

E não adianta ir dar uma volta. Tem uma praça aqui na frente de casa, e mesmo quando eu lá vou, em meio a uma crise obsessiva, eu me sinto mal e inseguro.

Prefiro voltar para casa.

E ficar na rede.

E ficar na cama.

Remoendo pensamentos bad, muito bad.

Vamos agora insurgir contra eles, depois deste post digitado, o alívio.

Aqui, nesta tecnologia digital, jorrei meus tormentos e, ao teclar em: ” publicar”, estarei energeticamente os jorrando na virtualidade, para expandir, perpetuar, me livrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s