Uma década

O interior nefasto da antiguidade me permite elaborar um manifesto em prol de uma reviravolta impressionante.

Uma década é possibilidade de mudança. De amadurecimento.

Dez anos é tempo suficiente para amar, para amadurecer o amor, para reconhecer o valor.

E se não acontecesse esses dez anos?

Calvário e pó…

Lembranças enfadonhas, desarticulação da verdade, atribuição do notável.

Os horizontes estão apontados para a discórdia. Nada mais a perceber, nem uma única lembrança do que seria, do que se anteveria.

Um tempo mais, é chegado o momento da purificação. As odes ao vivido e solitário desdobramento.

Antenas apontadas para a luz.

Uma luz que vem de dentro. Um reparo para o conciliador momento.

O sono profundo me faz entender que mais um dia irá passar, sendo assim, dez mais um dia. E assim vamos caminhando, um dia de cada vez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s