Imperativamente instável

Reluzir uma improvável interferência no psíquico do emocional, causa-me calafrios imensos.

Estou um pouco confuso.

E essa confusão mental está cada vez mais intensa, está afunilando no meu interior. Me levando ao mergulho indefinido de nuances e situações adversas.

Provo cada vez mais o néctar que me deixa equilibrado. Sim, uma dose a mais de pregabalina.

A risperidona teve que vir à tira-colo.

Espero os instantes me deixarem equilibrado.

Demora um pouco para fazer efeito. Lido diariamente com a condição máxima da minha mente em desordem.

A desordem é fatal!!!

O que vale ressaltar em tudo é o fato de que eu estou vivo.

Minha memória vive a insanidade do que perdi ao longo da vida. Tento me restaurar cada vez que atinjo o ápice do efeito relaxante dos fármacos.

Meu organismo está dependente. Bastante dependente.

Por um instante, observo apenas as situações que se foram. Amizades perdidas. Disfunções sociais.

O anexo da consciência é um grande dependente farmacológico.

Respiro.

Sobrevivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s