Sequence sequela

Venha a mim todas as formas mágicas para sequenciar um agudo momento de desconfiança para as cores e as artes visuais.

Posso romper em um momento vários paradigmas, sou a quinta essência da discórdia que impreguina os meus sentidos.

As cores, os meios de transbordar vislumbres.

E nessa sequence sequela espero dar continuidade aos formatos bem elaborados dos meus sentidos agudos e plenos.

Abençoado seja as mazelas dos meus olhos, das minhas retinas.

Quero ver as cores transbordarem os meus instintos casuais.

Muito mais vezes estarei esperando por meu descendente, meu filho que estará em pé pelas hostes do meu pecado.

Se pequei foi por milhões de vezes estar esperando a mácula do sexo que paira na minha respiração.

Respiro o ar orgástico.

Sequencio as sequelas das odes dos meus sentidos.

Machuco meu interior pragmático.

Vou penetrar mais uma vez nas ondas dos meus desejos, tão abençoados, tão misteriosos.

E por vezes, aguardo a sentença por ter te amado plenamente, uma sombra do que se passou.

Vou te esperar, longe dos meus olhos, penetrar como uma canção nos teus ouvidos.

Para assim, voltar e recomeçar novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s