Sublime

Vendo os máximos e edificantes reflexos das marés, observo diretrizes em diversas vias do meu pensar.

Volto ao reflexo da natureza.

Elevo meu pensamento ao confortável nível de entendimento.

Já fui o senhor dos mistérios alucinógenos da razão na contra mão.

Sinto o esbravejar dos cânticos de uma Sereia aprisionada por mil anos, como punição ao seu envenenamento visual dos marinheiros da barca perdida.

Um reflexo perplexo…

Como sempre, me divido em duas pessoas. Tenho que alegrar esse espetáculo que paira sob minhas sombras.

Sob o delírio de Satã.

Um emaranhado de sonhos submersos na constante vaidade atribuída aos misóginos prisioneiros deste mundo sem preconceitos.

A minha perplexidade é apenas uma mão de uma via só. Espero no final da rua, retroceder ao meu recomeço.

E assim, firmo um pacto com o divino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s