Adicionar o refratário

Tenho que conduzir uma situação adversa encontrando em meus pensamentos motivos de sobra para entender o real do imaginário nas consequências do meu pensamento, que voa.

E sua viagem vai até as paredes abissais deles.

Construo uma atividade para o meu íntimo pensar, e vejo que existem possibilidades sim, e concretas, e minha mente não está voando assim, tão longe.

Vou sucumbir a minha realidade.

Sou órfão da razão controlada, e saio pela tangente pelo razo maneiro e indistinto subjugar das minhas possibilidades.

Vou direto ao assunto: quero ver algo honesto que se apresente para mim.

A maldade existe, essa sim, mas tenho que controlar a sua predominância em meus pensamentos.

Mais aliviado, vou esquentar o café, e apesar de estar embaixo de sol, quero seu amargor perfurar a minha garganta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s