Contrapontos…

Cheguei em Alpha Andomedae.

Andrômeda é extraordinária.

Tenho visto muitos obstáculos em perseguir uma brisa universal. Ela pertence aos cultos de toda a constelação interplanetária.

Estou na sua cola.

Andrômeda só serve para chega, passar um período, e ir embora.

Respirar os seus ares…

Em Andrômeda vi a culpa se transformar em versos, uma sinergia imprópria para elencar nas discussões.

A brisa está próxima. O caminho é esse…

Resolvi partir para Ursa Maior. Lá as estrelas são uníssono. Dependentes de luz. Associadas com o clima. Verdificadas pelo vínculo universal, disponível para o alcance de todos.

A brisa foi liberada. Poeiras cósmicas. Versos indjestos. Vasta solidão. O onipresente respaldo qualquer conduta se comportamento.

Sigamos…

Repleto de censura, alerto paraa fins de paradas para censuras.

O oceano cósmico está me seguindo. Adverto para si, semipartículas de expansão, para quem quiser atingir.

O orgasmo planetário. A brisa lombráica dos plebeus. O fino paladar da burguesia. O pão em migalhas dos necessitados.

Preciso recorrer ao próprio destino.

Vou descansar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s