Para tanto, um respiro…

Um pós transtorno me trouxe um alívio. Estou aliviado de unissona dor.

Tendo em vista uma sombra que paira nas lembranças dos momentos ímpares que tive ao lado dela, pus a minha nau em rota de chegada.

Quero ser o primeiro a chegar, para isso elaboro um conceitual estilo comemorativo.

Vamos em frente…

É hora de chegar.

E chegando aliviado em todos os aspectos, obtenho o resultado que é o de viver em paz.

A paz procurada por mim.

A paz que angústia parcos momentos.

Vou suprimir a dor da realidade, seguirei tendo apenas momentos de pujança perante a reverberação divina.

Reverbero, uníssono, para os quatro cantos.

Sinto s brisa se esvair.

E com ela, a minha culpa. Por não ter seguido adiante. Por ter sido tão distante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s