O bullying que me massacra

Acordei com o pensamento voltado para o bullying que sofri durante toda a minha vida.

Foi muito difícil.

A sociedade é escrota demais. Deveria eu processar a sociedade? Quem iria me pagar pelas minhas sequelas?

Difícil responder…

Eu deveria metralhar o meu colégio e minha faculdade. A minha deficiência está por demais evidente.

Dói muito imaginar como seria se eu não tivesse Tourette.

Eu sinto pena de mim.

Eu repudio a maldade das pessoas. Eu me convenço cada dia de que não estou nessa vida à passagem.

Sinto muita dor.

Choro internamente.

Sangro minhas feridas.

Ainda está muito crua elas.

Por um momento me pego odiando quem me feriu. Carregarei por quantas vidas mais essa minha dor?

Eu já perdoei a humanidade. Mas dói muito, e de pensar que estou no meio do furacão social, assistindo a sociedade me engolir?

Porque ela me engole todos os dias.

Tenho que provar o que mais?

Nada, sei que nada.

Mas continuam a me observar. Continuam a apontar o dedo para mim. Continuo sofrendo.

Não mais silencioso.

Utilizo dessa pequena ferramenta aqui para difundir as minhas angústias. Para aliviar as minhas falhas.

Estou vivo, ainda. Isso que importa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s