Névoas

Volta e meia saio intransigente para o local de partida.

Sempre vi e observei o meu potencial manifesto em sub qualificações de uma apaixonante estória de amor.

E assim fui de encontro ao magnífico e presencial momento efêmero.

Quantas vezes mais eu poderia suportar estar no paraíso?

E para tanto eu me vi preso dentro de um invólucro prateado, sem chances de fuga.

Observo como vai a minha canalização das coisas absurdas. Não quero mais esse cálice enfadonho. Agora, minha droga é outra.

Abstêmio de bebidas, minha percepção está além do devido ponto de partida.

Permaneço e espero que nunca antes possa sair submerso em frases desconexas. Não mais farei de rogado perante os prejuízos que se apresentam para mim.

Uma vez mais estarei malfadado ao inverso dos contemporâneos escritores malditos.

Para assim, obter a chave de discórdia dos meus mais absolutos desejos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s