Quase sempre

Foto por Francesco Ungaro em Pexels.com

Voando contra as correntezas rarefeitas da atmosfera, fico a bravejar com as possibilidades remotas de alegria no meu destino.

Não que eu esteja pessimista, mas o caminho a se percorrer é muito cheio de obstáculos, não dá pata ter muito otimismo, eu sei disso.

E quase sempre estou orando por dias melhores, tenho a certeza de que meus dias estão amplamente contados.

O meu pessimismo tem uma razão de ser.

Nada na minha vida foi de forma correta.

Muito bullying, uma vida inteira de violência moral.

Os fatores que me levaram ao completo abandono, é a culpa que hoje carrego, nunca antes colocada no tabuleiro para julgamento em minha causa.

Ultimamente ando um pouco ressabiado com as cicatrizes que ficaram.

São muitas cicatrizes…

E para sempre vou adorar o pressuposto, mas partindo de que, não sei mais o que.

Vivo e aprendo cada dia mais.

Prolifero os meus entendimentos.

E acerto nos meus íntimos momentos.

A agonia sempre será presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s